Três paisagens significativas

Carlos Antunes

Carlos Antunes

Carlos

I

Quando esta folha se dobra,
há apenas a matéria de que és feito,
o desencontro entre luz e sombra:

território e poder
de que nos acercamos
e que nos devolve o olhar.

II

Quando falo dos meus cães
ainda me comovo.

Um deles habitará para sempre
o sepulcro de uma árvore.
Távora. Em Invernos lustrais,
choverá por sobre a árvore,
o sol abrirá caminho,
secará a terra,
secará os ossos
do animal gráfico.

A minha memória
é esse cão.

III

Fiz uma casa para os meus filhos
de canas e papel.
Era apenas uma moldura-de-uma-casa.
Aí crescem os meus filhos,
mesmo quando não se abrigam sob
o seu frágil tecto, mesmo se
não brincam na terra
destituída de luz.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: