Gabriela ao piano

Faz-se propriedade e tempo
a denodada margem

que os dedos desenham no teclado.
Somos agora altos, seremos altos

depois, como gigantes,
como girassóis à chuva somos já,

por música que os desenha
graficamente, agitando-se para lá

de nuvens, ah a luz, a luz propiciatória
com que haveremos de dizer a nocturna

folha.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: