Michel Foucault, vinte e nove anos após a sua morte

Vinte e nove anos após a sua morte, a influência de Michel Foucault é enorme. Mas, em grande medida, é também profundamente irónica, e revela como é improvável o pensar e o agir (porque uma e outra coisa são modalidades do mesmo) hoje. Por um lado, trata-se porventura de um dos autores mais citados e apropriados no domínio das ciências sociais e humanas. Por outro, e apesar de estarmos perante um filósofo de combate, capaz de pôr em marcha uma verdadeira máquina de guerra destinada a desmontar todas as evidências em que se fundam as instituições modernas ocidentais, e de nos revelar o brilho escondido de uma possibilidade – a de que podemos pensar de outro modo, viver de outro modo, desenhar linhas de fuga e multiplicidades, como poderia porventura dizer o seu amigo Gilles Deleuze –, apesar de tudo isso, Foucault permanece disciplinarmente contido pelas ameias das formações de saber-poder que ele, como nenhum outro, soube cartografar.

Em suma, não me parece que o pensamento de Foucault tenha sido instrumentalmente decisivo para fazer o mundo de novo nestes quase trinta anos após a sua morte. Tudo o que acontece à nossa volta parece confirmar as suas suspeitas mais sombrias  – e daí também a facilidade (e por vezes os usos distorcidos e truncados) com que o enaltecemos na academia, como se se tratasse da mais óbvia das referências –, sendo que a grande interrogação que se faz inscrever no seu percurso se nos afigure coisa distante e estrategicamente improvável.

Ao Foucault que diagnostica deveríamos acrescentar o Foucault proliferante, multiplicador, desterritorializador. É de estranhar que a quase ninguém incomode a presente sujeição a uma resposta única que se vem reafirmando normativamente na Europa. É de estranhar que a sombra de Michel Foucault não pese aí, no lugar onde o colectivo das decisões se desenha, produz discurso e, em última análise, apagamento de tudo que poderá comprometer ou inquietar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: