O espaço da confissão

No «poço de trevas» que cada um é, só por ironia é que se poderá afirmar a evidência da verdade. Essa evidência de algo que está soterrado, e que merece exumação, é o espaço da psicanálise, tal como foi um dia o espaço da confissão. A cura parece, aliás, querer mostrar-nos, através de uma constante revisitação do tema da irredutibilidade que se faz inscrever entre ciência e religião, como a experiência religiosa e a experiência psicanalítica procedem do mesmo espaço, o espaço da confissão, esse espaço dramático e intersubjectivo onde se projectam todos os significados e onde todos os significados se afirmam também contingentes, deslocados, de improvável captura.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: