Monthly Archives: Janeiro 2014

Siegfried Sassoon

Siegfried Sassoon (1886-1967) é um dos grandes poetas da guerra – da guerra como experiência limite e como experiência transfiguradora. No ano em que se comemora o centenário da Primeira Grande Guerra, proponho-me conduzir os eventuais leitores para o imaginário dos designados War Poets, onde se destaca, também, Wilfred Owen (1893-1918) Siegfried Sassoon (1886-1967) é […]

Uma polaroid

Duarte Após o abandono da casa, sobraram-me os objectos que deixaste ou esqueceste: os velhos sapatos, a pasta em que arquivavas as tuas dívidas de anos, o magoado crédito da tua ausência, e a primeira polaroid: frente ao branco que te serve de cenário, o verde da planta alonga-se a teu lado – «Não a […]

Paper life

Em memória do meu vizinho Al Berto Escrevia cartas, o modo restante de habitar a luz. Sines era certamente um esquife. Mas também Lisboa. Anónimos e mortais são agora os dias no urbano quadrado em que o lembro – Então vizinho, sempre leste o Michaux? Ao meu encontro percorre, continua a percorrer as áleas de […]

Dois príncipes, dois exércitos, uma clareira

Dois príncipes, dois exércitos convergem para uma clareira. Encontram-se. Cumprimentam-se. É uma teoria da vulnerabilidade o que revela este painel de azulejos no qual ninguém repara. Há um centro ocupado por dois homens. Há os flancos e os demais guerreiros de intenções semelhantes mas de porte diverso. E tu um pouco afastada, atenta ao meu […]