Monthly Archives: Novembro 2014

O mapa de uma sombra

A arte, como Cláudia Renault a entende, é uma realização do impensado, sem o qual não pode haver pensamento, sem o qual, e numa linha heiddegeriana que lhe é particularmente cara, não há habitar. A arte é uma actividade que vive na aporia entre aquilo que foi e aquilo que será, como se esse presente […]

Amélia

When you sleep, filha, saberás, um dia saberás, não há monstros em sombras agitadas tocando árvores, apenas um sopro de coisas – coisas? – que passam, e agora adormece, teu corpo longo, uma folha de papel escrevente, lugar sem nome, tua fala, uma sílaba depois do abandono, uma confidência.