Monthly Archives: Janeiro 2015

Haikus de Tomas Tranströmer (traduções de Francisco José Craveiro de Carvalho)

Reúno aqui algumas das traduções que Francisco José Craveiro de Carvalho, poeta e matemático (também meu amigo e colega na Universidade de Coimbra), tem feito de Tomas Tranströmer. Poemas e traduções de Francisco José Craveiro de Carvalho podem ser encontrados na Relâmpago. Recordaria, ainda dentro do mesmo formato, o conjunto de haikus «As sapatilhas de Usain […]

Wunderkammer

Cf. Les statues meurrent aussi Que canção terá adormecido esta pequena princesa, laranja amadurecida nas caves do Benim? Que culto presidiu a esta república da noite? Estes impérios são agora domínios mortos para a história. Contemporâneos de Joana d’Arc, ainda mais desconhecidos que os da Suméria ou Babilónia. Negro sobre negro, batalhas negras na noite […]